O pedágio no Paraná está mais barato. Conheça 5 locais para passar o verão no Litoral

O pedágio no Paraná está mais barato. Conheça 5 locais para passar o verão no Litoral

Duas concessionárias de rodovia que atuam no Paraná, a Ecocataratas e a Ecovia, devem reduzir os valores cobrados em todas as suas praças de pedágio a partir de 1º de outubro. A redução é uma das medidas previstas no acordo de leniência homologado entre as empresas e o Ministério Público Federal (MPF), no âmbito da Operação Integração, braço da Lava Jato que mira os contratos de pedágio.

As empresas são responsáveis por trechos da BR-277, tanto na ligação de Curitiba com o Litoral do Paraná, quanto entre Guarapuava e Foz do Iguaçu, no interior do estado.

No caso da Ecovia, na ligação capital-litoral, o valor para carros deve cair de R$ 20,90 para R$ 14,60. Nas cinco praças da Ecocataratas, os preços para automóveis que variam atualmente entre R$ 12,50 e R$ 16,40 devem cair para valores na faixa entre R$ 8,80 e R$ 11,50.”

Preparado? Continue a leitura e viaje com a gente!

Caiobá, a mais bela praia de Matinhos Uma das mais movimentadas praias do Paraná, Caiobá fica no município de Matinhos (a 120 km de Curitiba). O balneário é o mais popular entre as opções de litoral no Paraná, atraindo turistas não apenas da região sul, mas de todo o Brasil e também da América Latina. Em épocas de alta temporada, a população de Caiobá pode chegar a 1,5 milhão de pessoas. Se você não faz tanto gosto das delícias do mar, tudo bem: dá para aproveitar Caiobá e Matinhos mesmo assim. Além das diferentes opções em bares e restaurantes, as trilhas ecológicas são muito apreciadas por quem viaja para a região.

Como chegar em Caiobá?

As principais rodovias do Paraná dão acesso à Matinhos, que fica entre Pontal do Paraná e Guaratuba (outras duas cidades litorâneas do Paraná). É possível chegar à cidade pela BR-277, PR-508 e PR-407.

Guaratuba: uma das mais bonitas praias do Paraná

Morro do Cristo, Guaratuba
Morro do Cristo, Guaratuba

Com 22 km de belas e calmas praias, Guaratuba (a 130 km de Curitiba) chama a atenção pela forte presença da colônia local de pescadores e pela tranquilidade do mar. A Baía de Guaratuba é a segunda maior do Paraná, e dá acesso à cidade vizinha, Matinhos, pelo ferry-boat. Aliás, esse é um dos caminhos para chegar até Guaratuba, a última das praias do litoral paranaense. A cidade faz divisa com o estado de Santa Catarina, sendo o marco inicial do litoral catarinense.

O que fazer em Guaratuba?

Além das praias, Guaratuba possui grandes atrativos históricos. Não deixe de conhecer a Igreja Matriz de Guaratuba, de arquitetura colonial, construída em 1771. Outro passeio imperdível é o Morro do Cristo, principal ponto turístico da cidade: com 38 metros de altura, o alto do morro abriga uma imagem do Cristo Redentor. Para chegar lá, prepare as canelas, pois são 199 degraus de subida.

As cidades históricas de Morretes e Antonina

As pequenas Morretes e Antonina não possuem praia, mas fazem parte da região litorânea e merecem a visita de quem vai passar o verão no Paraná. Ambas são cidades históricas, carregadas de referências da formação do estado, como o cultivo da erva-mate, os tropeiros e muitas outras histórias. Confira um guia rápido com ideias e passeios para Morretes e Antonina!

O que fazer em Morretes?

Morretes, É uma cidade famosa por seus restaurantes, que vendem um prato típico da região chamado barreado. Também possui muitos casarões antigos preservados.
Morretes

Morretes é uma cidade famosa por seus restaurantes, que vendem um prato típico da região chamado barreado. Também possui muitos casarões antigos preservados. Morretes (a 70 km de Curitiba) é daquelas cidades que parecem saídas de um filme. Tranquila, arborizada, organizada e cheia de atrações históricas, ela conserva todo o encanto de uma cidade cercada por montanhas, rios e cachoeiras. Os restaurantes e pousadas da região seguem o estilo colonial que predomina no local. O passeio de trem pela Serra do Mar, que percorre o trajeto de Curitiba a Morretes no meio da mata atlântica, é um roteiro imperdível. Um dos passeios de trem mais famosos do Brasil, com duração de um dia, pode ser feito de sexta-feira à domingo. Ainda na cidade, não deixe de provar o barreado, prato típico do Paraná.

O que fazer em Antonina?

 Além da extraordinária beleza natural paisagística, Antonina possui no seu calçamento de pedras e nas suas ruínas, histórias, as quais enriquecem o seu patrimônio.
Praias do Paraná

Além da extraordinária beleza natural paisagística, Antonina possui no seu calçamento de pedras e nas suas ruínas, histórias, as quais enriquecem o seu patrimônio. Com suas construções históricas e ruas calçadas com pedras, a cidade de Antonina (a 90 km de Curitiba) conta um pouco da história do Paraná. A paisagem é formada pelos antigos casarões coloniais e pelas ruínas de um porto que não existe mais, mas foi muito utilizado no século 19, durante o escoamento da produção de erva-mate – um dos principais cultivos da época no Paraná. Repleta de hotéis e pousadas decoradas com o estilo colonial que predomina na cidade, Antonina também é um destino certo para quem gosta de aventura. O pico do Paraná, maior do estado, tem 1.962 metros de altura e é perfeito para escalada. Lá de cima, a vista compensa cada metro escalado.

Pontal do Paraná e seus muitos balneários

Mais conhecido por ser um dos pontos de partida para a Ilha do Mel, Pontal do Paraná (a 100 km de Curitiba) possui atrativos que o colocam entre os melhores lugares para passar o verão no estado. São 48 balneários, distribuídos em 22 km de litoral paranaense. E o que mais chama a atenção dos turistas é que cada uma das praias de Pontal do Paraná tem um estilo único e personalidade própria, atraindo famílias, surfistas e jovens.

O que fazer em Pontal do Paraná?

O Balneário de Ipanema é um dos locais mais urbanizados do litoral paranaense.

O Balneário de Ipanema é uma das praias do Paraná mais urbanizada. Além das muitas praias, a cidade abriga atrações culturais. Uma delas é o Centro de Estudos do Mar da Universidade Federal do Paraná. Aquários marinhos e exposições de materiais relacionados à fauna, à flora e a geologia da região compõem o espaço. É incrível! Como podemos perceber, passar o verão no Paraná pode ser uma ótima ideia. Seguro, econômico e garantido, o litoral paranaense é a opção perfeita para quem quer sair da rotina com tranquilidade. E a nossa dica é: planeje-se com antecedência.